Cateterismo Cardíaco

, Hospital de Caridade 12 de maio de 2020

O cateterismo cardíaco é um exame invasivo para detectar obstruções nos vasos sanguíneos. Além disso, é fundamental para avaliar o funcionamento das válvulas e do músculo cardíaco. O exame pode ser realizado de forma eletiva (agendado) ou de urgência.

“Nas situações de emergência, é usado para determinar a exata localização da obstrução que está causando o infarto agudo do miocárdio e planejar a melhor estratégia de intervenção.” – Dr. Douglas Muniz (CRM 19106 RQE 16184), cardiologista do Hospital de Caridade, em Florianópolis/SC.

As artérias podem ser obstruídas por placas de gordura. Assim, estas placas limitam ou impedem a passagem do sangue para o coração. Essa interrupção do fluxo sanguíneo pode causar infarto do miocárdio, uma das principais causas de morte no mundo.

Por este motivo, o cateterismo cardíaco é um recurso importante. Também conhecido como Estudo Hemodinâmico, o exame é capaz de avaliar ainda problemas estruturais do coração e auxiliar quando uma intervenção está sendo programada, como uma angioplastia, por exemplo.

Quando o cateterismo cardíaco é indicado?

O cateterismo cardíaco é um exame complementar para avaliar e confirmar uma insuficiência coronariana. Em geral, as suspeitas de doença arterial coronariana (DAC), doenças das válvulas cardíacas, dos vasos pulmonares ou da artéria aorta são indicativas para a realização do exame.

Além disso, é amplamente usado para determinar a necessidade de tratamento por outros procedimentos. Entre eles, angioplastia coronariana, revascularização do miocárdio ou correção de cardiopatias congênitas.

“O cateterismo cardíaco pode ser realizado no paciente hospitalizado ou proveniente da residência. As indicações são sempre médicas, de acordo com a avaliação de cada caso. Assim, em alguns casos o exame é indicado para complementar uma hipótese diagnóstica de insuficiência coronariana, podendo ser realizado de forma eletiva (agendada). Em outros momentos, pode ser indicado em casos de insuficiência coronariana aguda (infarto agudo do miocárdio), realizado de maneira emergencial.” – Dr. Douglas Muniz (CRM 19106 RQE 16184), cardiologista do Hospital de Caridade, em Florianópolis/SC.

Como é realizado o cateterismo

O cateterismo cardíaco é realizado por meio da inserção de cateteres nos vasos sanguíneos das pernas ou dos braços. Eles são guiados até o coração por um equipamento especial de raio-x. Dessa forma, o médico consegue visualizar os vasos sanguíneos, avaliar a presença de obstrução arterial, identificar problemas estruturais do coração e aferir a pressão das câmaras cardíacas. 

Durante o exame, são aplicadas injeções de contraste pelo cateter. A partir das imagens geradas, é possível avaliar a gravidade e a quantidade de obstruções. Com isso, o médico consegue determinar como o tratamento deve ser conduzido.

O cateterismo cardíaco é realizado com o paciente sedado e leva, em média, 30 minutos de duração. No entanto, esse tempo pode variar de acordo com cada caso.

 “Cada paciente é diferente e o exames têm duração variada. Além disso, o processo de preparo e o tempo de repouso devem ser considerados. Sugerimos que o paciente planeje de 5 a 9 horas do seu dia para a realização do exame.” – Dr. Douglas Muniz (CRM 19106 RQE 16184), cardiologista do Hospital de Caridade, em Florianópolis/SC.

Cateterismo: cuidados pré e pós exame

Por ser um procedimento invasivo, o cateterismo cardíaco exige alguns cuidados antes e após a sua realização.

Cuidados antes do Cateterismo

Para os pacientes eletivos, no ato do agendamento são coletadas algumas informações. Entre elas, se já apresentou algum tipo de alergia ao realizar exames com contraste anteriormente.  

O uso de medicamentos anticoagulantes e antidiabéticos deve ser interrompido ou ter as doses ajustadas. Por isso, é importante conversar com o médico que solicitou o exame para garantir que esse ajuste não trará riscos.

Além disso, os pacientes são orientados a permanecer em jejum por 4 horas antes do cateterismo. Exames realizados nos últimos seis meses devem ser levados no dia do procedimento. Entre eles, teste de esforço, cintilografia miocárdica, cateterismo prévio, angioplastia, relatórios de cirurgia cardíaca e resultados de exames laboratoriais, por exemplo.

Para os pacientes que estão hospitalizados no Imperial Hospital de Caridade, todas as informações e exames prévios já constarão no prontuário médico ou serão fornecidas pela equipe hospitalar.

Cuidados após o Cateterismo

Após a realização do exame, o paciente deve permanecer em repouso absoluto. Nesse período, de quatro a seis horas, ele permanece na unidade de recuperação. Em geral, nas primeiras duas horas, são monitoradas as frequências cardíaca e respiratória e a pressão arterial.

Durante o repouso, o paciente receberá soro e líquidos por via oral para facilitar a eliminação do contraste do organismo.

“A necessidade de novos procedimentos, medicações, dieta e retomada das atividades diárias serão discutidas antes da alta hospitalar, com o médico do paciente e com o cardiologista intervencionista.” – Dr. Douglas Muniz (CRM 19106 RQE 16184).

Riscos do Cateterismo

Por se tratar de um procedimento invasivo, o cateterismo cardíaco pode trazer alguns riscos ao paciente. Entretanto, são raros e não costumam trazer grandes complicações.

“O risco de complicações graves (infarto, AVC e sangramento no local de punção) é, em geral, muito baixo (menor que 1%). Outras complicações decorrentes do uso do contraste, como alergia e insuficiência renal, também podem ocorrer. Porém, a incidência é também muito baixa.” – Dr. Douglas Muniz (CRM 19106 RQE 16184).

Por isso, é importante que o exame seja feito por profissionais especializados e capacitados. Além disso, é fundamental que o cateterismo seja realizado em hospitais que ofereçam estrutura que permita atender qualquer tipo de complicação cardiológica.

Ainda que poucas, existem situações em que o cateterismo cardíaco é contraindicado. Esses casos devem ser discutidos entre a equipe que realizará o exame, o cardiologista que o solicitou e a equipe intervencionista. O objetivo é avaliar os riscos e benefícios de realizar o procedimento, de acordo com cada caso.

O cateterismo cardíaco é um recurso importante na Cardiologia para definição da condução do tratamento de doenças cardíacas. O Hospital de Caridade, em Florianópolis, oferece uma estrutura cardiológica completa, com profissionais capacitados para realização do exame. Conte conosco sempre que precisar!

As informações em nosso site têm caráter meramente informativo e não substituem as orientações do seu médico. | Termos de Uso | Política de Privacidade
© 2019 - Todos os direitos reservados ao Imperial Hospital de Caridade | Desenvolvido por Santé Consulting. | Última atualização do site: 12/05/2020